Funky Business – um livro para contemplar

Maio 26, 2008 at 4:53 pm Deixe um comentário

Indifferent Um livro futurista; o capital dança ao som do talento Jonas Ridderstrade, Kyell Nordstrom
 Como dizem os autores um “livro futurista” e que o “capital dança ao som do talento”, ou a forma mais soft de afirmar que Marx, Lenine e outros revolucionários tiveram razão antes do tempo.


Igualmente, vai ser reconhecido que Freud tinha razão, quando afirmou “o sexo é tudo”.


Um livro que trata dos aspectos essenciais das empresas na era da globalização, passando por ideias sobre o conhecimento, a diferenciação, inovação, liderança e sobre quem detém o poder nas empresas.

Outros aspectos relacionados com a tecnologia (os sonhos digitais) e outras forças essenciais às empresas, são abordados de forma adequada e bem enquadrados no todo do livro.


 As características primordiais de uma empresa Funky, SA são enunciadas com uma clareza invencível e nitidamente esclarecedoras (“as empresas funky têm ética total: tudo, todos e continuamente praticada em toda a parte) para qualquer leitor, com a seguinte síntese:

Focalizar a empresa; Alavancar o conhecimento; Inovar; Heterárquica.

Também apontam, os autores, ideias transformadoras da forma de encarar a gestão, que passa, entre outras coisas, pela não punição dos fracassos, uma vez que seria inibidor de arriscar; em contrapartida, perceber os fracassos e efectuar a respectiva aprendizagem.
 
Se um fracasso for punido quem teria a ousadia de arriscar e criar novas oportunidades para a empresa?


Novos conceitos. Novas perspectivas. Uma visão surpreendente do nosso presente e do nosso futuro. Tudo passa pela formação e da forma como a sociedade a encara.

Como é referido no livro, as vantagens estão em qualquer lugar virtual “softwhere”.

Passa igualmente, pela alavancagem do conhecimento e pela transformação da empresa num “campus” universitário, de formação em busca da excelência.

Recuperar o talento como força única de capitalizar o sucesso, ou se quisermos, no final do dia apostamos em pessoas e não em estratégias.


Como corolário final, apostar no capital humano, na diferença, na motivação por valores, ou seja na aposta no indivíduo, diferente de outro indivíduo – um ser humano com sensibilidade à dor.


No futuro o mundo será habitado por duas espécies:

GISC – geradores de ideias sem capital;

CSI – capitalistas sem ideias.

Um livro a ler e a divulgar…

Entry filed under: Auditoria, ética, CSI, ideias. Tags: , , , , , , , .

Prefácio Livro Auditoria Interna OIVAI – O Inegável Valor da Auditoria Interna

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Calendário

Maio 2008
M T W T F S S
    Jul »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Most Recent Posts


%d bloggers like this: